Monday, January 30, 2006

A PROCURA

PROCURO NOS TEUS
OLHOS O SABOR DO VENTO


Procuro nos teus olhos
O sabor do vento
O canto das aves
O encanto da vida
O sublime prazer.
Procuro-te os seios
Os lábios
As curvas colossais
Que gemendo em doces ais
Me transportam ao infinito
Ao amor
Ao sonho
À realidade
Nesse corpo vibrante de ansiedade
Quando te possuo.
Amar-te
É sorver a vida
É sentir-te deliciosamente
Só minha.

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home